Conheça 4 principais tipos de pisos esportivos

Postado por Total Grass - 08 Abril, 2019

Total Grass - Gramas Sintéticas

 

Praticar esporte em locais próprios eleva o rendimento dos atletas e minimiza o desgaste dos calçados e das bolas. A consistência do acabamento dos pisos esportivos também intervém no decorrer da atividade, se a superfície é áspera, a bola tem pique lento; já se for liso, mais acelerado.

Por essas razões, cada esporte tem um tipo de piso apropriado. Para ajudar o gestor a fazer a melhor escolha, apresentaremos diversos tipos de superfícies esportivas para quadras e suas principais características. Confira!

Em quais quadras eles são usados?

Em quadras de uso externo, os pisos mais empregados são os de concreto com pintura acrílica, de base asfáltica ou asfáltica com Cushion.

Já em quadras cobertas, os pisos de madeira com base flutuante são os mais indicados — com a vantagem de que prestam à maioria das modalidades esportivas. Enquanto isso, a grama sintética pode ser utilizada em abertas e fechadas também.

Quais os cuidados com os pisos esportivos?

Os pisos esportivos exigem manutenções periódicas. A pintura, por exemplo, deve ser feita entre 2 a 5 anos para que esteja sempre em ordem, limpa, com trincas recuperadas e demarcações bem visíveis.

Ficam, aqui, algumas dicas gerais para o empreendedor manter os pisos esportivos em ótimo estado e com a vida útil mais prolongada. Confira:

  • utilize somente calçados de solados flexível;
  • evite colocar objetos pontudos ou equipamentos com cargas concentradas que podem danificar o piso;
  • não utilizar para eventos que não sejam da modalidade;
  • não plante gramados perto de sua quadra, suas raízes podem penetrar no piso próximo à quadra.

Quais são os principais tipos de pisos esportivos?

Para que você entenda melhor as diferenças entre os pisos esportivos e suas peculiaridades, confira, a seguir, alguns exemplos

1. Grama sintética

A grama sintética tem um sistema exclusivo em que a qualidade dos fios é mantida, mesmo depois de anos de utilização. Deste modo, o desgaste da grama é claramente diminuído, tendo maior vida útil. Ela é viável para quadras de tênis e de campo society.

Os cuidados a serem tomados são: evitar jogar gomas de mascar, alimentos, objetos de vidro e bitucas de cigarro no gramado e repor o composto de granulados de borracha e manter as emendas sempre coladas.

2. Saibro

Tem execução bem voltada para a prática de tênis. O saibro é um composto de um contra piso drenante, britas, saibro compactado e pó de telha em fina granulação (semelhante ao pó de cor alaranjado, e compactado — terra batida).

O piso esportivo de saibro proporciona uma velocidade mais lenta ao jogo, em relação aos outros dois pisos de quadra, porque amortece mais o impacto da bola, diminuindo seus “quiques” e exigindo maior elasticidade do atleta.

Para mantê-lo é preciso:

  • molhar sempre o solo;
  • não utilizá-lo excessivamente molhado;
  • jogar o pó de telha sempre que necessário;
  • passar o rolo para compactação.

3. Piso rápido à base de asfalto

É um revestimento em cima do contra piso (feito em camadas de britas),  composto por emulsão asfáltica, lama asfáltica e demarcações e cores pintadas com tintas especiais para este tipo de piso. É ideal para revestir pisos de quadras poliesportivas, quadras de tênis, ciclovias, pistas de cooper e áreas recreativas.

Foi desenvolvido especialmente para ser aplicado sobre superfícies a base de um conta piso, mas também adere ao concreto ou a qualquer superfície porosa.

O colorido permanece por longo tempo, devido aos pigmentos inorgânicos que o compõem, mesmo quando aplicado em áreas externas submetidas às ações do sol e da chuva.

Para uma boa manutenção é preciso, em períodos de 5 anos, realizar lixamento do piso, aplicação de lama asfáltica e de acrílico e renovação da demarcação.

4. Piso de quadra poliesportiva

Os pisos de quadra poliesportiva são feitos de polipropileno copolimerizado virgem, o que garante maior resistência e permanência de cores. Esse piso deve ser instalado sobre um contrapiso resiliente nivelado. Essa base, inclusive, pode ser a quadra antiga a ser reformada.

Seu modo de instalação ocorre por meio de um sistema de travamento com encaixes tipo macho/fêmea entre as peças do piso. O sistema foi projetado para manter uma boa manutenção do piso em variações de temperatura.

As quadras para uso desse tipo de piso são:

  • artes marciais (judô, taekwondo, jiu jitsu);
  • futsal;
  • tênis;
  • vôlei;
  • basquete; e
  • handebol.

Como você pôde ver, existem vários fatores a serem considerados na escolha dos pisos esportivos. Uma empresa experiente no mercado deve disponibilizar revestimentos para áreas externas e internas, adequando a escolha às necessidades do cliente.

Gostou do post? Conhece outros tipos de pisos esportivos ou tem experiência com algum citado? Deixe sua dúvida e opinião nos comentários!


Posts recentes

Grama sintética decorativa: o melhor modelo para o seu projeto

Leia mais

Grama sintética para eventos - muito mais elegância e praticidade

Leia mais

Como cuidar da grama sintética em casa

Leia mais