Grama sintética para pets: sucesso ou fracasso?

Postado por Total Grass - 02 Abril, 2019

Total Grass - Gramas Sintéticas

Quando escolhemos ter um bichinho de estimação, pensamos em diversas situações: se temos espaço suficiente, a quais ambientes ele vai ter acesso, onde vai dormir, o que pode estragar, o que é melhor tirar do seu campo de visão. Tudo isso para que esse novo membro da família seja motivo de muitas alegrias.

E se já temos áreas com grama sintética ou estamos pensando em adquiri-la, milhões de outras perguntas surgem: será que meu pet vai estragar o gramado? Será que a grama causa algum tipo de alergia? É melhor evitar?

Não criemos pânico! A verdade é que animais de estimação e grama sintética são uma combinação de sucesso – funcionam muito bem juntos.

Seu bichinho não vai estragar o material, mesmo correndo sobre ele, deitando e, até mesmo, tentando cavar. E nem vai ter nenhuma reação alérgica, já que esse tipo de gramado não possui agentes químicos.

E sabe o que é ainda melhor? Você não precisa se preocupar com marcas de patinhas sujas dentro de casa, porque o gramado artificial não precisa de terra. Então, pode deixar a porta aberta, para todo mundo entrar e sair sem problemas.

Os benefícios da grama sintética em uma casa com pets são muitos:

  • Não sofre danificação – seu bichinho pode correr, brincar, rolar, cavar, dormir, derrubar água, fazer as necessidades. Seu gramado vai estar sempre com aspecto de novo em folha;

  • Sua superfície é extremamente macia, sem gravetos ou partes mais firmes - evitando acidentes -, o que aumenta a sensação de conforto durante aqueles momentos em que seu pet quiser tirar um cochilo ou aproveitar o sol;

  • Diferente da grama natural, a grama sintética não atrai insetos e nem bactérias, trazendo muito mais segurança;

  • Se o seu bichinho tem a pele sensível, pode ficar despreocupado, o gramado artificial não causa irritações e nem reações alérgicas;

  • Permanece em ótimas condições por cerca de 10 anos;

  • A manutenção é praticamente zero, afinal todo mundo quer unir beleza e praticidade, principalmente quando se trata da nossa casa.

E se o seu pet escolher usar sua nova grama como banheiro?

Na verdade, esse comportamento pode ser bem natural, mas não precisa se preocupar, nada está perdido.

É só recolher a sujeira e jogar um pouco de água. Isso já é suficiente para garantir a higienização da grama.

Você também pode desinfetar o local para evitar odores indesejados – principalmente se a sua grama está dentro de casa. Neste caso, depois de jogar água, dilua um pouco de desinfetante ou alvejante sem cloro em água e passe no local. Tão simples quanto parece.

Se você quiser saber mais sobre a limpeza e a manutenção das gramas sintéticas, este artigo pode te ajudar.

Como escolher a grama certa quando se tem pets

Já sabemos que os animais não são um impedimento para quem está considerando a grama sintética para a decoração de ambientes internos ou internos. Mas, como saber qual a opção ideal?

O mais importante é procurar pelos modelos que sejam 100% sintéticos, normalmente, indicados para áreas externas, como quintais e playgrounds. Além de ter toda a beleza e naturalidade que um gramado oferece a qualquer ambiente, esse tipo de material tem uma resistência muito maior, garantindo o seu custo benefício.

Assim, você garante que ninguém vai sofrer danos – o seu animal de estimação e nem o seu novo gramado.

Então, pode dar início ao seu projeto de decoração e revitalização de ambientes. Seu bichinho não só continuará tendo todo o conforto e segurança, como também aproveitará tranquilamente a nova área.

Procure o modelo de grama artificial que mais se adequa à sua realidade e ao seu projeto, certificando-se de que seja 100% sintética, e deixe tudo muito mais bonito e mais verdinho no melhor lugar do mundo – a sua casa!

Aproveite a sua casa!


Posts recentes

Grama sintética decorativa: o melhor modelo para o seu projeto

Leia mais

Grama sintética para eventos - muito mais elegância e praticidade

Leia mais

Como cuidar da grama sintética em casa

Leia mais